quarta-feira, 7 de julho de 2010

INSENSATO DESTINO
_______________________________________________________
Composição: Acyr Marques, Chiquinho e Maurício Lins
Interpretação: Almir Guineto e Zeca Pagodinho


Ó, insensato destino, pra quê?
Tanta desilusão no meu viver
Eu quero apenas ser feliz ao menos uma vez
E conseguir o acalanto da paixão

Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (meu coração)
Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (Ó, insensato)

Ó, insensato destino pra quê?
Tanta desilusão no meu querer
Eu quero apenas ser feliz ao menos uma vez
E conseguir o acalanto da paixão

Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (meu coração)
Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (Destino)

Destino, porque fazes assim?
Tenha pena de mim
Veja bem não mereço sofrer!
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade
Com alguém que me ame de verdade (Destino)

Destino, porque fazes assim?
Tenha pena de mim
Veja bem não mereço sofrer!
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade
Com alguém que me ame de verdade (Ó, insensato)

Ó, insensato destino pra quê?
Tanta desilusão no meu viver
Eu quero apenas ser feliz ao menos uma vez
E conseguir o acalanto da paixão

Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (meu coração)
Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou meu coração (Destino)

Destino, porque fazes assim?
Tenha pena de mim
Veja bem não mereço sofrer!
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade
Com alguém que me ame de verdade (Destino)

Destino, porque fazes assim?
Tenha pena de mim
Veja bem não mereço sofrer!
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade
Com alguém que me ame de verdade
Com alguém que me ame de verdade
Com alguém que me ame de verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário